Connect
To Top

O mundo é demasiado pequeno para Elon Musk

O objectivo do milionário é chegar a Marte

O planeta que quer salvar não chega para o milionário nascido na África do Sul, que vê no espaço a última fronteira e teme seriamente a revolta das máquinas.
Reza a história que, certa noite, Elon Musk estava em casa, sem sono, e resolveu ir à procura de informação sobre uma viagem tripulada a Marte no site da NASA. E o que encontrou foi nada. Estávamos em 2001 e o programa de vaivéns só terminaria uma década depois, mas a exploração espacial já era, nessa altura, um sector em fase de desinvestimento. Em 1971, quando Elon Musk nasceu, o programa Apollo, que dois anos antes colocara Neil Armstrong na Lua, dava os seus últimos e gigantes saltos para a humanidade. A partir daí, o homem não voltou a ir tão longe. E para Musk o espaço sempre fora, citando a série Star Trek, a última fronteira, a inspiração dos filmes e séries de ficção científica e dos livros de Douglas Adams, principalmente À Boleia pela Galáxia.

Leia mais na edição n.º 16 da Revista Rumo

You must be logged in to post a comment Login