Connect
To Top

Os investimentos do Fundo Soberano de Angola

Fundo foi capitalizado com 5 mil milhões USD

A capitalização do Fundo Soberano de Angola (FSDEA) ganha relevância sempre que o petróleo desce. Analistas financeiros, consultoras e empresas que detêm participações do Fundo no seu capital social estão atentos à estratégia e às apostas futuras deste instrumento financeiro.
Com a queda do preço do barril de petróleo brent no mercado internacional, já se questiona como o Fundo se irá capitalizar de agora em diante, uma vez que as incertezas sobre a recuperação do preço do barril acima dos 90 dólares são elevadas e o Fundo Monetário Internacional sugere prudência aos governos na elaboração de Orçamentos do Estado.
O Fundo Soberano de Angola foi capitalizado com cinco mil milhões de dólares, gradualmente, num período de seis meses, a começar do final de 2013 até meados de 2014, afiança o chairman do Fundo, José Filomeno dos Santos.
A capitalização foi feita com base nas reservas que o Estado acumulara num pacote financeiro especial do Orçamento, a reserva financeira estratégica, pois o Orçamento Geral do Estado havia registado superávites entre 2010 e 2013, segundo o chairman, “e foi com base nessas poupanças, nesses superávites seguidos, que o Fundo Soberano obteve então esta capitalização inicial”.

Leia mais na edição n.º 18 da Revista Rumo

You must be logged in to post a comment Login