Connect
To Top

BPI avança para cisão africana

Unitel de Isabel dos Santos contra o projecto

O BPI apresentou na Conservatória de Registo Comercial de Lisboa o projecto de cisão para separar as operações em África, num comunicado ao mercado em que também refere que irá convocar “proximamente” a assembleia-geral para deliberar sobre essa proposta.  “(…) Na sequência da informação prestada ao mercado em 30 de Setembro de 2015, o Banco BPI informa que foi nesta data apresentado a registo, na Conservatória do Registo Comercial, o projeto de cisão-simples do Banco BPI”, lê-se na informação hoje enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Unitel, controlada pela empresária angolana Isabel dos Santos e que detém 49.9% do Banco de Fomento Angola (BFA), está contra o processo de separação dos activos africanos do banco. Sobre as conversações com a Unitel, o banco liderado por Fernando Ullrich diz no comunicado: “Estas conversações decorreram de forma construtiva mas até ao momento não permitiram alcançar os ajustamentos aos termos da cisão que permitissem conciliar aquele objectivo com os aspectos de ordem regulatória que se torna necessário acautelar”.

O projecto do banco é que fiquem numa unidade separada do BPI a participação de 50,1% no BFA – Banco de Fomento Angola, S.A e, em Moçambique, de 30% no Banco Comercial e de Investimentos e de 100% na BPI Moçambique — Sociedade de Investimento.

You must be logged in to post a comment Login