Connect
To Top

El-Badri: o senhor petróleo

Secretário-geral da OPEP prevê equilíbrio no mercado em 2016

“Os nossos melhores dias ainda estão para vir”, diz aos países produtores o homem que há nove anos é o rosto da OPEP. A carreira e as ligações do líder da Organização dos Países Produtores de Petróleo.

Quando se trata de petróleo, a OPEP – Organização dos Países Exportadores de Petróleo assume o comando. O caso não é para menos. Esta organização supervisiona dois terços das reservas de petróleo globais e tem a palavra final sobre os níveis de produção, um movimento que pode fazer aumentar ou baixar os preços do petróleo e, claro está, condicionar as economias que dele dependem para a sua riqueza. É por isso que quem assume o cargo de secretário-geral desta organização passa de quase desconhecido para uma posição de reconhecimento mundial ao nível dos líderes dos países mais influentes do mundo. Neste ano que agora começa, as previsões económicas de um mundo em recessão deixam a ressalva: tudo depende do evoluir do preço do petróleo. Desde o dia 1 de Janeiro de 2007 que os desígnios da OPEP são revelados por um homem que nasceu na Líbia em 1940: Abdalla Salem El-Badri. Na entrada do nono ano da sua vigência, os desafios que se lhe colocam são enormes e a sua habilidade política também será colocada à prova.
Nada que assuste este homem, um rosto familiar para quem faz da revista Arabian Business a sua fonte de informação. Esta publicação, similar à revista Forbes, mas direccionada para o mundo do petróleo, coloca, invariavelmente, Abdalla Salem El-Badri na lista dos 100 mais poderosos deste negócio.

Leia mais na edição n.º 21 da Revista Rumo

You must be logged in to post a comment Login