Connect
To Top

Para onde caminha a economia?

Gentil Viana responde que “tarde ou cedo aprenderemos a viver sem o petróleo”.

“Aprender a fazer nós próprios o que antes encomendávamos aos outros” é uma das assertivas respostas de Gentil Viana, empresário e líder do Grupo Drago.

Com ele, numa longa e exclusiva entrevista, avaliámos oportunidades e ficámos a conhecer alguns dos obstáculos com que os gestores e os empreendedores nacionais se confrontam para vencer nos negócios. Os escolhos no caminho para o sucesso, para o empresário de 53 anos, são só mais um desafio.

A Dragão Service foi a pioneira na divulgação da tecnologia chinesa em Angola com a representação de vários equipamentos, com destaque para geradores. Construção, serviços e indústria são os sectores em que o grupo aposta.

Vontade e determinação são feitas à medida tal como o fato que Gentil Viana usa. Nascido em Accra, na República do Gaha, licenciado em Economia pela ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa), com uma carreira diversa que começou como subchefe de redacção da Rádio Nacional da Guiné-Bissau e que se transformou, em Angola, um exemplo de empresário com rumo e que insiste numa relação privilegiada com a China, até porque “não estamos a aprender o que deveríamos com os chineses”. Quer saber o que não estamos a aprender?

Leia na edição número 22 da revista Rumo, já nas bancas.

You must be logged in to post a comment Login