Connect
To Top

O novo petróleo

Já estamos dentro de mais um novo ano cheio de “tempo” e espaço para acção, e sobretudo para fazerem-se escolhas. O País, as pessoas e as empresas terminaram o ano com experiências marcantes, umas positivas outras não tanto, mas momentos que nos continuam a fazer pensar agora que se abre mais um tempo… cheio de espaço.
As escolhas têm que ser pensadas, planeadas. Embora possa soar a economia planificada, planear é a crucial diferença entre agir reactivamente ou proactivamente, é a decisiva combinação entre a urgência (prioridade) e a importância (impacto).
Quando fiz a escolha de assistir à apresentação do livro Gestão das Impossibilidades, confesso que não tinha noção do impacto da decisão, mas sabia que era o tempo e o espaço de aprendizagem. Na apresentação do livro, o autor, José Maria Neves, primeiro-ministro de Cabo Verde, falou sobre o petróleo de Cabo Verde e de como os habitantes da pequena ilha tinham encontrado o “seu petróleo”. Ficámos todos curiosos! Ninguém se lembrava dessa descoberta…
O petróleo encontrado foi o da boa governação, da prestação de contas, da transparência e da confiança dos investidores nas instituições, nas pessoas, na sua educação de base, na atitude ética e na disciplina. O interessante é que a busca do país, das pessoas e das empresas pelo “novo petróleo” não tem parado. As características do petróleo encontrado aumenta de qualidade todos os anos, desburocratiza a sociedade e tem ingredientes de consciencialização ética e cada vez mais profissional, promove a inovação, está a fazer crescer a riqueza nacional e dá lucros no final do dia.
Quando assistimos a empresas de alto potencial, em mercados lucrativos, a falirem; quando vemos países com abundantes recursos naturais a progredirem à mesma taxa de crescimento que países sem os mesmos recursos, então surgem perguntas… dúvidas: qual é o recurso que falta?
Nenhum! Temos este recurso, só precisamos de começar a explorar com toda a energia o “novo petróleo”, esse que vai ajudar a mitigar os riscos de investimento, de reporting, esse que vai gerir com eficiência e eficácia os recursos que são escassos, e no final do dia nos dará os lucros e o crescimento inteligente. Neste novo ano que estamos com ele… vamos primar pela responsabilidade de escolhas virtuosas.

Naiole Cohen Dos Santos
Economista/MBA em Finanças

You must be logged in to post a comment Login