Connect
To Top

Que desafios… Como ultrapassá-los?

Só a inversão do preço do petróleo poderá mudar a conjuntura

O preço do petróleo continua a cair e em Fevereiro atingiu novos mínimos. A inflação a subir – em 2015 atingiu 14,3%. As divisas a escassear, impossibilitando as transferências monetárias, e o kwanza a desvalorizar–se face ao dólar, como nunca nos últimos anos. Um cenário por demais desafiante para qualquer economia. É o actual do País. Como alterar isto e quando terminará a crise? Apenas a inversão da actual tendência do preço do petróleo poderá, num curto espaço de tempo, mudar o referido quadro, ou teremos de esperar pela diversificação da economia, mas essa  necessita de mais tempo. Menos precisaria se depois da crise de 2008 se tivesse levado a sério o discurso de diversificação de então, mas não foi o que aconteceu.

Segundo o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, falou-se “durante muito tempo na diversificação da economia”, mas fez-se “muito pouco, mas mesmo assim vale mais começar tarde do que nunca”. Portanto, a situação económica actual é desafiante… tão desafiante que fica difícil encontrar quem, nos dias que correm, não se ponha a exercitar para encontrar respostas a uma das questões levantadas nestas linhas. Envolvidos no mesmo clima, decidimos destacar na presente edição os desafios para vencer nos negócios… Entre “não estou a ver o que vai suceder nos próximos dois anos”, ou “precisamos que as mentes brilhantes apareçam”, ou ainda “está tão difícil perceber o que aí vem”, ouvimos diversos depoimentos, com destaque para empresários como é o caso de Gentil Viana, líder do Grupo Drago, cuja entrevista avalia as oportunidades e os obstáculos a serem superados. É preciso “aprender a fazer o que antes encomendávamos” é um dos que caminhos que aponta, assim como a necessidade de “adquirir e espalhar a mentalidade industrializadora por toda a sociedade angolana”.
Porque nas crises surgem as mentes brilhantes e a criatividade, alinhamos as inovações que chegaram ao mercado em 2015. Num exercício que nos propomos fazer anualmente como forma de inspirar inovações, novos negócios e ou práticas de gestão, seleccionamos quase uma dezena de situações-modelo. Destacamos ainda nesta edição uma entrevista com Pedro Guerreiro, líder da SAP Angola que acaba de abrir escritório na capital, e fala da estratégia que serve de base ao negócio local desta multinacional.

César Silveira

Director

You must be logged in to post a comment Login