Connect
To Top

Banco Caixa Geral Angola financia Estado com 16 mil milhões de kz

Uma linha de crédito bancário irá financiar o Orçamento Geral do Estado

O Banco Caixa Geral Angola vai financiar o Estado angolano com 16 mil milhões de kwanzas, segundo um despacho assinado pelo Presidente José Eduardo dos Santos. Em causa está um contrato para abertura de uma linha de crédito, envolvendo o Ministério das Finanças de Angola, em representação do Estado angolano e o banco Caixa Geral Angola. Este tipo de financiamento bancário é justificado pelo governo com a necessidades de financiar o Orçamento Geral do Estado.

O financiamento será garantido pelo ex-Banco Caixa Geral Totta Angola, que desde Julho passou a ser detido maioritariamente pelo banco público português Caixa Geral de Depósitos, tendo adotado um nome comercial e imagem semelhantes. No dia 10 de Dezembro de 2015 foi lançada em Luanda a nova marca do Banco Caixa Geral Totta de Angola, que passou a chamar-se Banco Caixa Geral Angola, ou simplesmente Caixa Angola.

Segundo noticiou a agência Lusa, o Banco Santander Totta e a Santotta – Internacional SGPS anunciaram a 08 de Julho a venda da sua participação de 49% no capital social da PartAng SGPS à Caixa Geral de Depósitos, passando o banco público português a deter a totalidade do capital daquela sociedade e por sua vez 51% do capital social do agora designado Banco Caixa Geral Angola.

Além da ‘holding’ PartAng (51%), a estrutura acionista do banco, que opera em Angola desde 2009, é detida pela petrolífera nacional Sonangol (25%), e pelos empresários Jaime Freitas (12%) e António Mosquito (12%).

O banco registou em 2014 um resultado líquido de 9,1 mil milhões de kwanzas, o quarto melhor registo do sistema financeiro angolano no ano passado – o mesmo acontecendo na rentabilidade e eficiência – e que o administrador executivo, apesar das “dificuldades” que o país atravessa devido à crise da cotação do petróleo, prevê igualar nas contas de 2015.

You must be logged in to post a comment Login