Connect
To Top

“Tal como eu, existem muitas mulheres com competências para PCA”

Maria Luísa Andrade, Presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Correios e Telégrafos de Angola, enaltece a aposta que o País tem feito na mulher, em nomeações para o Executivo

É a única mulher com o cargo de PCA entre empresas públicas. Maria Luísa Andrade, Presidente do Conselho de Administração da Empresa Nacional de Correios e Telégrafos de Angola, enaltece, porém, a aposta que o País tem feito na mulher, em nomeações para o Executivo.

Qual o sentimento de ser a única mulher com o cargo de PCA entre as dezenas de empresas públicas no País e qual a avaliação que faz da situação?

Acima de tudo, existe um sentimento de alta responsabilidade no sentido de cumprir com o que me comprometi, dando todo o meu empenho para a causa correios de Angola. Entretanto, não sou feminista nem apoio machistas, acho que, tal como eu, existem muitas mulheres em Angola com competência para o efeito. Gostaria que fôssemos mais.

Sente que carrega o desafio de mostrar que mais mulheres merecem ou podem exercer o referido cargo?

É natural que sim, e devo lembrar que o Executivo reconhece isso e tem agido de forma a mostrar que Angola é um caso à parte, pois tem mostrado ao mundo a sua aposta na mulher angolana ao indicá-la para a assumpção de cargos públicos, e não só. Basta olharmos, a título de exemplo, para o número de mulheres no Executivo e a sua representatividade na Assembleia Nacional.

Pensa existirem sectores em Angola em que as mulheres se destacariam melhor?

Vejo, para além das diferenças de género, tanto homens como mulheres com competência para desempenharem e para se destacarem nos distintos sectores no País.

Leia mais na edição 23, já à venda em Angola e Portugal.

 

You must be logged in to post a comment Login