Connect
To Top

Investidores chineses compram ouro

Ao que parece, o ouro volta a ser o que era, um investimento seguro.

Investidores chineses compram barras e moedas de ouro, superando as tradicionais compras de joias de ouro e contribuindo para elevar o preço do metal dourado em 16% em relação à mínima dos últimos seis anos, registada em Dezembro de 2015.

As compras de ouro na China são fortemente associadas aos tradicionais presentes do ferido do Ano Novo Lunar (a 9 de Fevereiro começou o Ano do Macaco). Mas as incertezas na economia mundial, e na economia da China, pode ser a explicação mais plausível pelo facto do ouro estar a ser cada vez mais procurado por investidores, no caso, os chineses.

A Finemetal Asia, uma grande negociadora de Hong Kong, vendeu mais ouro nas primeiras três semanas de Março do que em todo o mês de Fevereiro, anunciou o CEO da empresa,  Padraig J. Seif. As vendas de barras de 250 gramas, que custam cerca de 10 mil dólares cada, subiram mais de 10 vezes. As vendas de barras de um quilo subiram 50%, sendo que a maioria dos compradores são investidores corporativos, e não os joalheiros.

A volatilidade das bolsas e da moeda chinesa (o yuan), e o preço crescente dos imóveis nas grandes cidades vêm empurrando os investidores chineses para o ouro, num país que consome mais de 20% da oferta global do metal.

Posto isto, percebe-se como os investimentos na Ásia tem contribuído bastante para a alta do preço ouro verificada nos últimos três meses, consideram os analistas. No entanto, e convém sublinhar isso mesmo, a volatilidade dos mercados não deixa o ouro de fora, e as subidas de hoje, podem ser as descidas de amanhã. Por agora, esta é a tendência.

You must be logged in to post a comment Login