Connect
To Top

Comissão aprova relatório que propõe a destituição de Dilma

O processo de destituição será votado no Domingo

A comissão especial da Câmara dos Deputados do Brasil aprovou ontem o relatório que propõe a destituição da Presidente Dilma Rousseff. O texto aprovado recomenda a continuidade do processo contra a chefe de Estado, alegando que ela deve ser processada porque há indícios de que cometeu crime de responsabilidade.Agora, o texto vai ser apreciado pela Câmara dos Deputados, mas o processo só vai implicar o afastamento de Dilma Rousseff se recolher mais de dois terços dos votos dos parlamentares.
Dilma Rousseff é acusada de promover as chamadas “pedaladas fiscais” (atraso nas transferências de dinheiro devido pelo Governo aos bancos para melhorar as contas públicas) e de assinar seis decretos que autorizaram despesas extra sem aprovação do Congresso.

A sessão durou mais de 10 horas. Antes da decisão, os membros realizaram um acalorado debate com inúmeras interrupções e acusações mútuas.

Agora, o documento será encaminhado para a publicação no Diário da Câmara e os deputados precisam aguardar 48 horas para incluí-lo na agenda do plenário.

O presidente da Câmara dos Deputados do Brasil confirmou que a votação do processo de destituição da Presidente Dilma Rousseff vai terminar no Domingo e recusou comentar a aprovação do documento pela comissão que fez a primeira avaliação.

São necessários os votos de pelo menos 342 dos 513 deputados da Câmara para o documento passar no plenário e para o Senado ser autorizado a abrir o processo de destituição da Presidente Dilma Rousseff. Para arquivar o pedido, a chefe de Estado precisa do apoio de 172 deputados, entre votos a favor, faltas e abstenções.

You must be logged in to post a comment Login