Connect
To Top

Poder de compra do cidadão deprecia a 30%

Sectores da alimentação, saúde, bens e serviços diversos registaram o maior aumento de preços, segundo estudo do INE.

O poder de compra do cidadão angolano depreciou-se a 30%. Dados apresentados pelo Instituto Nacional de Estatística sobre o Índice de Preços no Consumidor Nacional, constataram que a inflação acumulada apresenta-se nos 30,85%. O custo de vida aumentou em Agosto 38% quando comparado igual período do ano anterior.

No documento do INE, a inflação mensal do País regista-se a 3,31%, durante o período de Julho a Agosto de 2016. Em Luanda, a inflação mensal registou uma variação de 3,30%.

A classe “Alimentação e Bebidas não Alcoólicas” foi a que registou o maior aumento de preços na capital com 4,65%. Verificou-se também um aumento dos preços nas áreas de “ Saúde” com 4,30%, “ Bens e Serviços Diversos” com 3,95% e “Lazer, Recreação e Cultura” com 3,84%.

As províncias que registaram maior aumento na variação dos preços durante o mês de Agosto foram: Lunda Norte com 4,67%, Cuanza Norte com 4,44% e Cuanza Sul com 4,37%. Enquanto que as províncias com menor variação foram a Huíla com 2,65%, Cunene com 2,96% e Benguela com 2,99%.

You must be logged in to post a comment Login