Connect
To Top

África: Oportunidades de negócio na hotelaria

O investimento em novos hotéis no continente foi de 2,1 mil milhões de dólares em 2015, montante que deverá aumentar para 2,4 mil milhões em 2016 e 2017, diz a consultora Jones Lang LaSalle

O continente africano começa a ganhar lugar no radar dos investidores hoteleiros.

Há novas janelas de oportunidades nesta região emergente, sempre desafiante para empresários e empreendedores. Os investimentos estão a ser feitos sobretudo no desenvolvimento de novos hotéis, em especial na África Subsaariana.

Angola e Nigéria, por exemplo, que são consideradas economias focadas nos recursos naturais, estão em fase de abrandamento e por isso não são as mais atractivas para investidores do ramo hoteleiro. Contudo, na região da África de Leste e Sul existem outros mercados promissores, que têm vindo a fazer o seu caminho e que registam um forte crescimento e poder de atracção junto de empresários interessados em expandir as suas cadeias.

“O continente africano começa agora a ganhar lugar no radar dos investidores em hotéis”, acredita a Jones Lang LaSalle, uma reputada consultora em imobiliário hoteleiro. De acordo com o seu relatório anual, Hotel Investment Outlook, “África é promissora em algumas das suas economias emergentes”.

Isto porque, segundo o estudo, registou um aumento da entrada de novas empresas e beneficia de uma demografia favorável.

O investimento na região, no entanto, continua a estar dominado por investidores locais e regionais, que estão bem posicionados para agarrar as oportunidades, indica o mesmo relatório, com data de Janeiro de 2016.

“Existe um apetite crescente por parte dos investidores de âmbito global em África.” E em especial na África Subsaariana, região que oferece 43% dos quartos disponíveis ao todo no continente e que registou na década passada um crescimento acelerado no que toca a investimentos nesta área. A África do Sul, o Quénia, a Nigéria e a Mauritânia são os países com o mercado mais maduro no que toca ao desenvolvimento e investimento em unidades de turismo e hoteleiras.

Saiba mais, na edição de Setembro, já nas bancas. 

You must be logged in to post a comment Login