Connect
To Top

África Subsaariana perde 4 biliões USD em cereais

A Representação da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) estima perdas anuais de alimentos na África Subsariana em cerca de 20 por cento para os cereais, 40 a 50 por cento para os tubérculos, frutas e legumes, 27 por cento para as oleaginosas, carne e leite, bem como 33 por cento para os peixes.

As perdas dos cereais na África Subsariana foram estimados em 4 biliões USD por ano, o suficiente para fornecer requisito mínimo de alimentos a 48 milhões de pessoas, o equivalente a população de Angola, Zimbabwe, Suazilândia, Namíbia e do Malawi.

Segundo Angop, a Representação da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) estima perdas anuais de alimentos na África Subsariana em cerca de 20 por cento para os cereais, 40 a 50 por cento para os tubérculos, frutas e legumes, 27 por cento para as oleaginosas, carne e leite, bem como 33 por cento para os peixes.

A constatação ocorreu durante workshop sobre a redução de perdas e desperdícios de alimentos no subsector da mandioca e do milho em Angola, nesta terça-feira. Em representação ao director geral da FAO, José Graziano da Silva, Mamoudou Diallo referiu que a redução das perdas pós-colheita tem sido considerada como uma das prioridades para atingir a segurança alimentar e Angola é um dos países pilotos a implementar este sistema numa parceria com a FAO e co-financiado pelo Governo da Noruega.

Participaram deste workshop, realizado pela FAO em parceria com o Ministério da Agricultura da República de Angola, representantes de instituições governamentais, embaixadas do Brasil e da Itália em Angola, doadores internacionais e parceiros, sector privado e as Agências das Nações Unidas.

You must be logged in to post a comment Login