Connect
To Top

UE e OPEP discutem futura produção de líquidos não-brutos

O evento foi co-presidido por Erlendas Grigorovic, Chefe da Unidade de Direcção-Geral da Comissão Europeia para a Energia e Oswaldo Tapia, Chefe do Departamento de Estudos de Energia da OPEP e Director Responsável da Divisão de Investigação.

A União Europeia (UE) e da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) realizou uma mesa redonda conjunta sobre a futura produção de gás liquido em Bruxelas, Bélgica.

O evento foi co-presidido por Erlendas Grigorovic, Chefe da Unidade de Direcção-Geral da Comissão Europeia para a Energia e Oswaldo Tapia, Chefe do Departamento de Estudos de Energia da OPEP e Director Responsável da Divisão de Investigação.

“Ambas as partes concordaram que um mercado de energia estável e ordenada é essencial para produtores e consumidores e um pré-requisito para alcançar um crescimento económico mundial sustentado”, avança a nota de imprensa.

Foi apresentado um estudo “Prospective for Future Production of Non-Crude Liquids”, que providenciou um olhar aos níveis de produção de líquidos não-brutos à volta do mundo de 2000 até 2015. Em seguida, delineou-se estimativas para fornecimento de longo prazo projectado para 2040.

O estudo incidiu sobre líquidos não-brutos, que incluem líquidos naturais de gás, biocombustíveis entre outros.

Com base nas conclusões do estudo, espera-se que líquidos de gás natural e biocombustíveis possam compor a maioria da oferta de líquidos não-brutos, a longo prazo, enquanto o gás-para-líquidos e carvão-para-líquidos provavelmente irão desempenhar um papel menor.

Também foi discutido, impactos ambientais, bem como questões regulatórias e políticas governamentais, especialmente em relação aos biocombustíveis.
Criada em 2005, a mesa redonda serve para promover o intercâmbio de pontos de vista sobre questões energéticas de interesse comum, incluindo a evolução do mercado do petróleo, e o potencial isto tem de contribuir para a estabilidade, transparência e previsibilidade no mercado.

You must be logged in to post a comment Login