Connect
To Top

Patrícia Faria dança “Caroço Quente” na Trienal de Luanda

Patrícia Faria volta a pisar o palco Ngola, às 21h30, o mesmo que no dia 25 de Agosto no âmbito do festival Zwá- Pura Música Mangop a acolheu na sua estreia na III Trienal de Luanda.

Sam Mangwana actua na III Trienal de Luanda, este sábado, 29 de Outubro, às 20h30. Esta será a estreia de Samuel Mangwana, músico angolano, que se notabilizou a nível internacional no movimento da Rumba Congolesa, sendo uma das principais referências na República Democráticado Congo (RDC).

“Tio António”, “Susana”, “Georgette”, “Fatimata”, “Querida Pátria”, “Minha Terra”, “Galo Negro” e outros sucessos de Mangwana serão executados no palco Bengo, no Palácio de Ferro. Chico Madne (teclado), Teddy Nsingui (guitarra solo), Quintino (guitarra solo), Mias Galheta (baixo), Nino Groba (teclado), Romão Teixeira (bateria), Manuel Correia (percussão), Massoxi (dikanza), Mister Kim, Beth Tavira e Dorgan Nogueira (coro) são os músicos que irão o ladear.Mangwana começou a carreira musical em 1963, no grupo “African Fiesta de Tabu LeyRochereau”. Posteriormente “African Fiesta National”, “Afrisa International” e colaborou com o “TPOK Jazz” de Francó. Formou e liderou os grupos “Festival des Maquisards” e “African All Stars”.

Patrícia Faria volta a pisar o palco Ngola, às 21h30, o mesmo que no dia 25 de Agosto no âmbito do festival Zwá- Pura Música Mangop a acolheu na sua estreia na III Trienal de Luanda.

A também radialista e jurista far-se-á acompanhar por Nando Bernardino (bateria), Chico Santos(percussão), Jujú Lutuma (teclado), João Mário (guitarra ritmo), Simão Nsingui (viola solo), Zinhade Almeida e Marinela Bragança (coro), a mesma formação que foi cúmplice na brilhante na primeira actuação no remodelado Palacio de Ferro.

You must be logged in to post a comment Login