Connect
To Top

“Njinga Mbande” regressa à Trienal de Luanda

O evento que decorre sob o lema “Da utopia à realidade – Da escravatura ao fim doApartheid”, dedica às quintas-feiras as artes cénicas, tendo já recebido no palco Ngola vários colectivos nacionais, nomeadamente Pitabel, Oásis, Twana, Enigma, entre outros.

A Companhia Catarcis Teatro volta a exibir a peça “Njinga Mbande” esta Quinta-feira,03 de Novembro, às 20 horas, no Palácio de Ferro (sede da III Trienal de Luanda),depois de o ter feito no passado dia 27 de Outubro, do corrente ano.

A obra, encenada e dirigida por Mac Gonell, como o título bem o diz, conta a vida da Rainha de Angola, “Njinga Mbande”. Mas, precisamente a luta que a soberana teve de enfrentar com o seu irmão Ngola Mbande, após a morte do pai, Ngola Kiluanje.

Essa luta ou disputa sangrenta, derivou-se por causa do trono. Os dois irmãosansiavam dirigir os destinos do reino. Para incarnar a história, Conceição Manuel(Njinga Mbande) e Gusmão Soeiro (Ngola Mbande) dão “asas” aos personagensprincipais.

Além desses actores, Melita António (Fuxi), Olívia Barroso (Kambe), Francisco João(Ngola Hady), Manuel Pereira e Cheilo António (figurantes) completam o elenco. Refirase que Njinga Mbande nasceu em 1582 e morreu em 1663.

O evento que decorre sob o lema “Da utopia à realidade – Da escravatura ao fim doApartheid”, dedica às quintas-feiras as artes cénicas, tendo já recebido no palco Ngola vários colectivos nacionais, nomeadamente Pitabel, Oásis, Twana, Enigma, entre outros.

You must be logged in to post a comment Login