Connect
To Top

Ban Kin-moon promete continuar a luta pelo clima mesmo depois do mandato

“Nunca irei parar, inclusivamente após me retirar desta funções, o trabalho com as Nações Unidas, os meus colegas e líderes mundiais para assegurar que o Acordo sobre as Alterações Climáticas entra realmente em vigor de modo a tornar o mundo e os seus habitantes mais seguros, saudáveis e prósperos”, disse durante uma conferência de imprensa.

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon garantiu no 16 de Novembro que continuará a trabalhar para assegurar a entrada em vigor efectiva do Acordo sobre as Alterações Climáticas, mesmo depois de deixar o cargo.

“Nunca irei parar, inclusivamente após me retirar desta funções, o trabalho com as Nações Unidas, os meus colegas e líderes mundiais para assegurar que o Acordo sobre as Alterações Climáticas entra realmente em vigor de modo a tornar o mundo e os seus habitantes mais seguros, saudáveis e prósperos”, disse durante uma conferência de imprensa conjunta com a Secretária Executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (UNFCCC), Patrícia Espinosa por ocasião do primeiro dia do Segmento de Alto Nível e a abertura do primeiro encontro das Partes para o Acordo de Paris (CMA1).

Na ocasião disse ainda que “os desafios das Alterações Climáticas são maiores do que nunca” , apelando para a necessidade do trabalho conjunto. “Chegou o momento de actuarmos juntos para proteger nosso planeta com mais determinação do que anteriormente. O tempo está contra nós”, declarou Ban Ki-moon, defendendo não existir margens para planos alternativos. “Não existe um plano B, porque não temos um planeta B. Não digo isto apenas como Secretário-Geral das Nações Unidas, digo como cidadão do mundo”, acrescentou. “Nenhum país, independentemente dos seus recursos e poder, está imune às Alterações Climáticas. Esta foi a razão para o forte compromisso com ao Acordo de Paris”, declarou o Secretário-Geral e continuou: “Temos muito a ganhar-se agirmos agora.”

Continuando disse que teve as Alterações Climáticas como prioridade, durante o mandato que está prestes a terminar. “Eu tornei as Alterações Climáticas uma prioridade desde o primeiro dia em que assumi funções como Secretário-Geral das Nações Unidas. Estou convicto que o meu sucessor, o Secretário-Geral Eleito, António Guterres, e as Nações Unidas irão continuar a avançar neste sentido com energia e determinação para o bem do nosso planeta e das suas populações”, confirmou.

Por sua vez, Patrícia Espinosa apelou para as vantagens da entrada em vigor do Acordo de Paris. “Entrou em vigor em tempo recorde. Temos uma estrutura, um cenário e objectivos claros”.
A Conferência sobre as Alterações Climáticas decorre desde o dia 7 na cidade marroquina de Marraquexe e termina no próximo dia 18.

You must be logged in to post a comment Login