Connect
To Top

Festival de teatro com entrada em Janeiro

O FESTA decorrerá de 12 a 15 de Janeiro, no Palácio de Ferro, no âmbito da III Trienal de Luanda.

O Núcleo Experimental de Teatro (NET) em parceria com o grupo Elinga Teatro abrem a I edição do Festival de Teatro Angolano (FESTA 2017), com a obra “Pedro e o Capitão”, que conta o “confronto ideológico entre dois homens com ideias políticas e pensamentos diferentes, onde o torturador cria dependência pelo torturado”.

Traduzida, encenada e interpretada por Meirinho Mendes e Correia Adão, a obra é um clássico da dramaturgia mundial. Numa sala de interrogatório, durante o período da repressão, seguindo-se um tenso diálogo entre o preso político (Pedro) e o oficial da inteligência militar (Capitão). Em cena, dois homens que ocupam posições opostas nesta “guerra”, enfrentam-se e geram uma reflexão realista sobre a violência dos regimes opressivos.

O FESTA decorrerá de 12 a 15 de Janeiro, no Palácio de Ferro, no âmbito da III Trienal de Luanda, às 19 horas e vai até às 23h30. O evento, com entradas livres, albergará mais de 120 actores que perfaz um total de 10 grupos, 12 exibições e 18 horas em quatro dias, sendo três peças por dia.

Ao passo que às 20h30, no palco Bengo, a “Violência doméstica” é posta em análise pela Companhia Julu, que existe há mais de 25 anos. Para fechar o primeiro dia do Festival de Teatro Angolano, o grupo vencedor do Prémio Nacional de Cultura e Arte 2016 na categoria de teatro, Amor à Arte, exibe “Resultado”, às 22 horas.

Fazem ainda parte da programação o Colectivo Kelga, Estrelas de África, Pitabel, ElingaTeatro, Nguizane Tuxicane, Julu, Cena Livre, Miragens e, por fim, Etu Lene. Segundo o coordenador, Raúl do Rosário, FESTA é um evento de carácter anual, que no próximo ano irá congregar mais grupos teatrais de Luanda e não só.

You must be logged in to post a comment Login