Connect
To Top

Não há negócios demasiado pequenos

Site ajuda a resolver um enorme problema a mulheres… com pés pequenos.

Sapatos e mulheres podem ser palavras sinónimas. São inseparáveis uma da outra. Mas tal proximidade cria também alguns dos maiores dramas na vida de uma mulher, quando esta não encontra os sapatos perfeitos . E o caso pode atingir proporções quase dantescas quando se dá o caso de uma mulher ter os pés pequenos. E foi a pensar nos milhões de mulheres que não encontram “aqueles” sapatos que a empreendedora brasileira Tânia Gomes Luz, que calça número 33 (que corresponde ao nosso tamanho 35), decidiu criar o e-commerce33e34.com.br. A loja virtual trabalha unicamente com modelos femininos, na numeração 33/34 (35/36) de diversos fabricantes como Rafhaella Booz, Bárbara Kraz, Werner, Ballasox , Converse, entre muitos outros. Entre as opções de produtos há sandálias, botas, ténis e scarpins. São no total 230 modelos de 16 marcas.

“Digo que a loja nasceu de um projecto egoísta, de resolver uma necessidade minha. Mas fui percebendo que não era um problema apenas meu: muitas mulheres usam esta numeração. É uma dor compartilhada”, contou Tânia, que assinou na passada semana um contrato com a Dafiti, plataforma e-commerce de moda na América Latina. A loja virtual comercializa 200 mil produtos em quatro países (Argentina, Brasil, Chile e Colômbia). E este negócio tem mesmo pés para andar, pois a start-up prevê facturar em 2017 entre 3,2 e 3,5 milhões de reais (mais de 1 milhão USD).

Por Fernanda Mira

You must be logged in to post a comment Login