Connect
To Top

“Carnaval de vitória” abre ciclo de cinema angolano na Trienal

Com uma programação semanal, vários são os filmes nacionais, entre documentário, ficção, animação ou vídeo arte, que serão exibidos todos os domingos das 20 às 22 horas, no palco Ngola, numa projecção com entradas livres e à céu aberto.

O cinema nacional estará em evidência a partir deste domingo, 26, no Palácio de Ferro, com o “Ciclo de Cinema Angolano” a contar para mais um projecto desenvolvido pela Fundação SindikaDokolo, no âmbito da III Trienal de Luanda (TL). Para o dia da inauguração, está agendada a exibição do documentário “Carnaval da Vitória”, do realizador angolano António Ole.

Com uma programação semanal, vários são os filmes nacionais, entre documentário, ficção, animação ou vídeo arte, que serão exibidos todos os domingos das 20 às 22 horas, no palco Ngola, numa projecção com entradas livres e à céu aberto. O documentário do também artista plástico, datado de 1978, regista imagens do primeiro Carnaval em Angola após a Independência Nacional, em 1975, nas ruas de Luanda, Lobito e Benguela.

Com a queda do colono português, os angolanos encontraram nas manifestações populares, motivos de reencontro com tradições e identidades das mesmas. É neste período que o primeiro presidente do país, médico e poeta Agostinho Neto, anunciou que seria realizada a primeira grande festa de Angola Independente: “Carnaval da Vitória”. Desta forma, o filme tenta demonstrar a união, a alegria e a confiança do povo angolano na nova Nação e no novo governo.

Com este projecto, a III TL pretende exibir toda forma de cultura e expressão artística,principalmente de artistas nacionais, apresentando um cenário cultural com novidades, destaques,curiosidades, além da conversa com criadores que agitam o panorama cinematográfico angolano. O“Ciclo de Cinema” conta com o apoio institucional da Cinemateca Nacional que disponibilizou todos os títulos.

You must be logged in to post a comment Login