Connect
To Top

“Kimbanda Kambia” é exibido na III Trienal de Luanda

“Kimbanda Kambia”, gravado em 1979, está integrado na série “Presente Angolano – Tempo Mumuíla”.

O filme documental de Ruy Duarte de Carvalho, datado de 1979, será exibido este Domingo,26 de Março. Consta da programação do Ciclo de Cinema Angolano que vai já na sua Vexibição desde a sua inauguração no passado dia 26 de Fevereiro, do corrente ano.

“Kimbanda Kambia”, gravado em 1979, está integrado na série “Presente Angolano – TempoMumuíla”, do qual faz parte o “Ondilewa – festa do boi sagrado” que retracta um encontrocom os curandeiros no antigo Reino Jau, na província da Huíla, em que um deles explica emostra como se tira e cura os males de quem o procura.

Profundo conhecedor das práticas agro-pastoris tradicionais, Ruy Duarte de Carvalho situou ocenário das suas pesquisas na região etno-cultural Kuvale, no sul do país, como cineasta e antropólogo, tendo realizado as longas-metragens “Nelisita: narrativas nyaneka” (1982) e “Moia: o recado das ilhas” (1989)!
Ruy Duarte de Carvalho nasceu em Santarém, Portugal em 1941, mas passou a sua infância e adolescência no sul de Angola. Acompanhando o pai, aventureiro português caçador deelefantes, nas suas itinerâncias pelo deserto do Namíbe. Regente agrícola, foi criador deovelhas caracul, mais tarde estudou cinema em Londres e antropologia em Paris.

Recebeu o Prémio Literário Casino da Póvoa com “Desmedida – Luanda”, “São Paulo”, “SãoFrancisco” e “Volta” (2008). Também em 2008 o Centro Cultural de Belém realizou um ciclosobre a sua vida e obra, o primeiro que dedicou à um autor de língua portuguesa. Em 2010, Duarte residia em Swakopmund, na Namíbia, onde faleceu. O Ciclo de Cinema Angolano, na III Trienal de Luanda, conta com o apoio institucional da Cinemateca Nacional.

You must be logged in to post a comment Login