Connect
To Top

Produção dos EUA ameaça “cortar” avanços da OPEP

Uma nova reunião da OPEP está agendada para 25 de Maio, em Viena, capital da Áustria. No encontro será decidido o prolongamento ou não até o fim do ano dos cortes na produção.

O preço do barril Brent recuou 1,55 por cento, para os USD 47,63, o valor mais baixo desde o início de Dezembro de 2016.

Apesar de ter uma estratégia bem sucedida, a OPEP vê seus esforços anulados pelo aumento de produção nos EUA. Enquanto as restrições da OPEP levaram o petróleo no início de Janeiro para o nível mais alto desde Julho de 2015, esse aumento incentivou os perfuradores norte-americanos a bombear mais, explica a Bloomberg.

Na semana passada, a produção americana aumentou para 9,29 milhões de barris, registando o valor mais elevado desde Agosto de 2015.

Uma nova reunião da OPEP está agendada para 25 de Maio, em Viena, capital da Áustria. No encontro será decidido o prolongamento ou não até o fim do ano dos cortes na produção.

You must be logged in to post a comment Login