Connect
To Top

Acordo entre Angola Cables e BDA avaliado em 130 milhões USD

Trata-se da implementação do seu sistema de cabos de fibra óptica que liga o Brasil aos Estados Unidos da América (Monet),que conjuntamente com SACS, vão estabelecer uma linha directa e mais rápida entre o continente africano e o norte-americano, através de Angola, e a construção de um datacenter em Fortaleza (Brasil).

O Banco de Desenvolvimento de Angola (BDA) assinou ontem, 29 de Maio, contratos de financiamento com as empresas Angola Cables e a Sociedade Agropecuária do Tongo, num total de 133,5 milhões USD.

O evento realizado no Ministério das Finanças, contou com a presença do ministro de tutela, Archer Mangueira, das Secretárias de Estado da Economia e das Finanças, Laura Monteiro e Valentina Filipe, respectivamente e do Secretário de Estado do Tesouro, Mário Ferreira do Nascimento.

Apoiado por uma Garantia Soberana da República de Angola, o acordo com a empresa de telecomunicações, Angola Cables, aporta o valor de 130 milhões de dólares e visa financiar os projectos daquela empresa, tais como a implementação do seu sistema de cabos de fibra óptica que liga o Brasil aos Estados Unidos da América (Monet), que conjuntamente com SACS, vão estabelecer uma linha directa e mais rápida entre o continente africano e o norte-americano, através de Angola, e a construção de um datacenter em Fortaleza (Brasil).

Para o BDA, a transacção marca a continuação de uma nova fase de suas operações; participando em estruturas de financiamento semelhantes que irão apoiar projectos de desenvolvimento para Angola e os seus vizinhos, complementando a sua base natural de financiamento (FND) através da contracção de empréstimos dos mercados financeiros e de capitais internacionais. Para este fim, o banco também está a planear obter uma classificação de uma agência de rating importante e está envolvido em negociações com diferentes partes para estabelecer limites para as facilidades de financiamento comercial, visando aumentar a capacidade do banco de suportar a exigência de importação de seus clientes.

Esta operação englobam o Plano de Desenvolvimento Nacional 2013-2017 para a diversificação da economia, representando projectos estratégicos qualificados para uma garantia soberana (fornecida pelo Ministério das Finanças) e financiados através do Banco de Desenvolvimento de Angola (“BDA”).

You must be logged in to post a comment Login