Connect
To Top

Golfo fecha portas ao Qatar. O que vai ser do petróleo?

O bloqueio ao Qatar é liderado pela Arábia Saudita e estende-se ao Egipto, Emirados Árabes Unidos, Iémen e Bahrein.

Por Ana Sanlez

O verniz voltou a estalar no Médio Oriente. Três países do Golfo, juntamente com o Egipto, o Iémen e a Líbia anunciaram esta segunda-feira o corte de relações com o Qatar. Por trás do bloqueio está o apoio do país a “organizações terroristas”, alega a aliança liderada pela Arábia Saudita. O bloqueio estende-se aos Emirados Árabes Unidos e ao Bahrein. No comunicado citado pela agência de notícias da Arábia Saudita, o país acusa o Qatar de “apoiar vários grupos terroristas e sectaristas com o objectivo de destabilizar a estabilidade da região, incluindo a Irmandade Muçulmana, o ISIS e a al-Qaeda” e de “promover a mensagem e os esquemas destes grupos constantemente através dos seus meios de comunicação”.

O Governo iraniano já respondeu ao bloqueio afirmando que o corte de relações em nada contribui para resolver a crise na região. “A época de cortar relações diplomáticas e fechar fronteiras acabou, não é assim que se resolvem as crises. Estes países não têm outra opção que não seja dar início ao diálogo”, escreveu esta manhã no Twitter o chefe de gabinete do presidente iraniano, Hassan Rouhani.

As companhias aéreas Emirates Airlines, Etihad Airways e FlyDubai já anunciaram a suspensão dos voos com destino e partida do Qatar. A Arábia Saudita vai fechar as fronteiras terrestres com o país, enquanto o Bahrein deu 48 horas aos diplomatas cataris para abandonarem o país. Já os visitantes e cidadãos do Qatar de residam nos países que aderiram ao bloqueio têm duas semanas para sair. O anúncio fez com que o preço do petróleo voltasse a subir, depois de uma semana de fortes quedas, que resultaram do aumento das reservas nos Estados Unidos. O barril de Brent, que serve de referência às importações nacionais, está a recuperar 0,46% para 50,18 USD. Já o barril de crude segue a recuperar 0,61% para 47,95 USD.

Dinheiro Vivo*

You must be logged in to post a comment Login