Connect
To Top

Kiezos são homenageados na Trienal de Luanda

Os utilizadores do Snapchat já têm acesso a um programa diário, cuja duração varia entre os cinco e os três minutos.

A III Trienal de Luanda homenageou esta sexta-feira última, o Conjunto Os Kiezos. No reportório, fizeram parte as músicas “Ngana Zambi”,“Xé, Xé Mãe”, “Nzo Yami”, “Rosa Rosé”, “Mua Pango”, “Za Boba”, “Milhoró”, “Princesa Rita”.

Subiram ao palco Brando Cunha (viola solo), Gegé Faria (contra solo), Zeca Tirilene(viola ritmo), Dulce Trindade (baixo), Habana Maior (tumbas), João Diloba (bateria), TonySamba (teclas), Manuelito e Zé Manico (vozes) que apresentaram as canções deste conjunto.

<strong>Um olhar na carreira do Conjunto Os Kiezos</strong>

A história dos Kiezos começa no bairro Marçal, quando Mestre Kituxi reuniu Marito, Adolfo Coelho e Avozinho, resultando na criação de um grupo anónimo que animava as noites no Marçal.

Os Kiezos têm uma relação afectiva com a Fundação Sindika Dokolo (FSD). Em 2010,na II Trienal, com duas aparições no Cine Nacional, no Miami Beach e defronte as instalações da UNAP. Já no âmbito da III Trienal, o Conjunto, aos 18 de Julho de 2016, actuaram na Casa da Música da Cidade do Porto (Portugal), inserido no projecto“Ressonância Magnética Cultural | Diapanda Forever”.

Refira-se que para este mês, os homenageados serão apenas as bandas ou conjuntos musicais com um percurso histórico mais recente, nomeadamente Os Jovens do Prenda, Os Kiezos, seguir-se-ão Banda

You must be logged in to post a comment Login