Connect
To Top

Guilherme Mampuya expõe “Patriota” no Palácio de Ferro

A exposição individual intitulada “Patriota” visa incentivar e enaltecer os valores patrióticos a nível dos cidadãos nacionais, com vista a desempenharem arduamente as suas funções para o crescimento do país.

O Palácio de Ferro acolheu, a partir de 5 de Agosto, a exposição do artista plástico Guilherme Mampuya, que será realizada no âmbito da III Trienal de Luanda. Contudo, a mostra vai reunir 11 peças de arte, nomeadamente três estátuas, duas telas rectangulares e seis redondas.

A exposição individual intitulada “Patriota” visa incentivar e enaltecer os valores patrióticos a nível dos cidadãos nacionais, com vista a desempenharem arduamente as suas funções para o crescimento do país. A inauguração acontece sábado, às 18 horas, e ficará patente até ao dia 30 Setembro, de Terça a Domingo, das 10 às 21 horas.

Embora estando numa época globalizada, não podemos perder o orgulho nacional e temos de saber que as relações podem cessar, mas as nações devem continuar com a sua marcha rumo ao desenvolvimento, para estabilizar e dignificar a Pátria, entre nós, Angola.

Segundo o artista, as peças serão suportadas por grades de ferro inter-ligadas entre elas por cabos de aço. As grades são a metáfora do patriotismo e do orgulho nacional. “As nações não podem parar quando as relações bilaterais terminam, precisam arranjar soluções internamente e só é possível com o patriotismo”, explica Mampuya.

Vida do artista

Guilherme Mampuya Wola é natural da província do Uíge. Em 2000, concluiu a formação superior em Direito pela Universidade de Kinshasa na República Democrática do Congo (RDC).

Dois anos depois, ingressa no curso de Pintura Básica, mais tarde aperfeiçoa a técnica doretrato no Curso de Pintura de Retratos, no Atelier de pintura Honesto Nkunu, em Luanda.

Em 2005, torna-se membro da União dos Artistas Plásticos Angolanos (UNAP) e a partir dessa data inicia o seu percurso de exposições com uma frequência quase anual, das quais se destacam duas exposições para o EnsArte; participação na Trienal de Artes de Luanda;várias exposições individuais em Luanda e em Bruxelas (Bélgica) na Galeria “Lumieres d’Afrique”.

You must be logged in to post a comment Login