Connect
To Top

China perdoa juros da dívida de Moçambique

Segundo a Vice-ministra, o governo moçambicano e a China têm vindo a desenvolver uma vasta gama de projectos, incluindo nas áreas tradicionais de infra-estruturas, energia e recursos minerais, agricultura, turismo, transportes e comunicações.

A China anunciou nesta quinta-feira, em Maputo, o perdão parcial de uma dívida de Moçambique, referente a quatro empréstimos, no valor 239,26 milhões de yuans (cerca de 36 milhões de dólares).

O anúncio foi feito durante a cerimónia de assinatura de acordos de cooperação económica e técnica entre os dois países pela vice-ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Nyeleti Mondlane, e o embaixador da China, em Moçambique, Su Jian.

Nyeleti Mondlane após a assinatura do documento disse que o perdão da dívida reveste-se de importância primordial por contribuir para uma melhor reprogramação do orçamento e aplicação dos recursos que Moçambique possui.

“Este gesto do Governo da República Popular da China representa o consistente apoio à Moçambique na prossecução dos seus objectivos, sobretudo no que diz respeito ao desenvolvimento económico e social” disse.

Segundo a Vice-ministra, o governo moçambicano e a China têm vindo a desenvolver uma vasta gama de projectos, incluindo nas áreas tradicionais de infra-estruturas, energia e recursos minerais, agricultura, turismo, transportes e comunicações.

Por seu turno, o embaixador Su Jian explicou que o objectivo da China é diminuir a pressão da dívida do governo moçambicano.

“O governo chinês concorda em dispensar as obrigações da parte moçambicana em termos de amortização de quatro empréstimos sem juros, no valor de 239 milhões de yuans, o equivalente a 36 milhões de dólares”, disse o embaixador!

 

You must be logged in to post a comment Login

  • Refriango apresenta ao público Super Malte

    Super Malte é a nova bebida nutritiva e sem álcool da Refriango. Elaborada a partir de cereais e mel, é uma...

    apedroJune 20, 2018
  • “Angolana” Kinda abre no Porto

    O edifício da falida Moviflor no Porto foi demolido pelo grupo português Nuvi para dar lugar a uma loja Kinda Home,...

    apedroJune 19, 2018
  • ÁFRICA VAI CRESCER MENOS DE 4% ATÉ 2024

    A consultora International Strategic Analysis (ISA) considera que os países do continente africano vão manter, em média, um crescimento económico abaixo...

    apedroJune 15, 2018
  • BIOCOM AUMENTA PRODUÇÃO

    A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom), já produziu 15 mil das 100 mil toneladas de açúcar previstas em Cacuso, Malanje,...

    apedroJune 14, 2018