Connect
To Top

Bancos angolanos com bom desempenho em Portugal

O Atlântico-Europa, fundado em 2009 foi considerado, pelo 3º ano consecutivo, uma das 100 melhores empresas para trabalhar em Portugal.

São 5 (cinco) os Bancos de matriz angolana a operar em Portugal: Banco Angolano de Investimentos, Atlântico Europa, Banco BIC Portugal, Banco Angolano de Negócios e Comercio-BANC e BNI-Europa.

A internacionalização da Banca Angolana tem produzido excelentes resultados em matéria de absorção de melhores práticas de governante gestão do capital humano e a implementação de modelos que reconheçam a meritocracia, para além de ter um papel de “catalisador” e “dinamizador” de relações comerciais, de negócios e de investimento entre Angola e o resto do mundo.

Este processo é benéfico para o País, uma vez que acompanha e dinamiza a internacionalização das empresas angolanas e identifica e cria oportunidades de negócios cruzados. Muitos processos de expansão empresarial são protagonizados por bancos comerciais e de investimentos, que ao estarem em vários mercados, estão em melhores condições de “fazer as pontes” necessárias e de juntar interesses comuns através da prestação de serviços de intermediação de operações entre Bancos Angolanos e a praça financeira internacional.

Para além de Portugal os referidos bancos estão em prospecção de outras praças de referência para “criar as pontes” com a economia Angolana. Apesar do clima económico menos favorável que afecta a economia angolana, afigura-se um excelente momento para uma maior abertura ao exterior, quer da banca quer dos clientes da banca, facto que pode promover a absorção de capitais angolanos no exterior e que poderiam alavancar os processos de investimento em Angola.

O Atlântico-Europa, fundado em 2009 foi considerado, pelo 3º ano consecutivo, uma das 100 melhores empresas para trabalhar em Portugal, destacando entre os premiados marcas internacionais como a EMBRAER; BP; SANTANDER (Seguros); KONICA MINOLTA; REMAX; Hotel RITZ FOUR SEASONS e a Mc DONALD

Nos últimos dias decorreu, em Lisboa-Portugal, a entrega de prémios relativos à iniciativa “Melhores Empresas para Trabalhar 2017”, promovida pela revista Exame em parceria com a AESE Business School e a consultora Everis.

A iniciativa visou distinguir as organizações que, tendo um bom clima organizacional, se destacam pela sua atitude responsável perante os seus colaboradores e a sociedade.

Puderam participar neste estudo empresas com mais de 10 colaboradores e com um volume de negócio gerado superior a 2 milhões de Euros.

Segundo José Carlos Burity administrador executivo do Banco “trata-se de um reconhecimento do trabalho de uma marca de matriz Angolana, refletindo o espirito da liderança do Banco na aposta contínua no Capital Humano, o nosso maior activo; a aposta em novas tecnologias; simplificação de processos e a manutenção de uma cultura organizacional própria e ambiente flexível. Representa principalmente o orgulho pela entrega e compromisso de cada uma das pessoas que fazem parte da família ATLANTICO, pelo que estamos todos de Parabéns”.

“ A iniciativa permitiu fazer uma reflexão genérica sobre o impacto da utilização das novas TECNOLOGIAS na vida profissional e pessoal dos colaboradores das empresas participantes, demonstrando também que na realidade atual do mundo dos negócios, das estratégias e mesmo das marcas, a LIDERANÇA deve ter a capacidade de despertar em cada colaborador o que de mais humano existe: emoções; sentimentos; aprendizagem racional e vontade de evolução na carreira.”

“ Parece-nos importante referir que o estudo concluiu que as empresas que se destacam como as 100 melhores empresas são aquelas em que os Lideres sejam credíveis na optica dos liderados, capazes de atrair e reter as pessoas que mais se adequam a sua cultura ou sector de actividades; Lideres que RECONHEÇAM OS TALENTOS dos seus colaboradores, ajudando-lhes a crescer, identificando oportunidades e dando-lhes as melhores condições a nível da compensação fixa e variável (premiar a meritocracia), assim como oferecer condições e espaços de trabalho motivadores e felizes.”

O Banco registou um resultado líquido de 6,8 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um aumento de 169% face ao lucro obtido em igual período de 2016, revelou a instituição.

O Atlântico Europa obteve entre Janeiro e Setembro deste ano “um retorno dos capitais próprios de 15,4% em base anualizada”. Já o produto bancário cresceu 41% para os 22,5 milhões de euros, beneficiando da subida de 146% das comissões líquidas para os 10,4 milhões de euros, com o rácio de solvabilidade a fixar-se em 14,1%. “Destaque também para a variação positiva dos recursos totais de clientes em 34%, que ultrapassaram os 1,3 mil milhões de euros”, sublinhou o Atlântico Europa. Os custos de funcionamento aumentaram 33% para os 11,1 milhões de euros, “reflectindo o actual período de crescimento do banco, que já conta com 147 colaboradores, o desenvolvimento da plataforma tecnológica e o reforço da visibilidade da marca”, informou.

“A rendibilidade anualizada dos capitais próprios foi de 15,4%, no período em análise, tornando-se o valor mais elevado que o banco registou desde o seu arranque em 2009”, realçou a entidade. O Atlântico Europa apontou também para “o aumento de 66% dos valores entregues para o Fundo de Resolução e Imposto Extraordinário para o Sector Bancário que, no terceiro trimestre de 2017, ascendeu a 1,4 milhões de euros versus 839 mil euros no período homólogo de 2016”. O banco de capitais angolanos assinalou ainda que, ao longo deste ano, “tem vindo a reforçar o seu posicionamento de banco inovador, sendo pioneiro na disponibilização da abertura de conta através de videochamada”.

E acrescentou: “Hoje, o banco permite também aos seus clientes fazerem toda a gestão do seu dia- a -dia financeiro no ‘smartphone’ e esclarecer as suas questões através do WhatsApp, Facebook Messenger, Skype ou Chat”. Uma estratégia que constitui um pilar igualmente estratégico para o Millennium Atlântico que, em Maio deste ano, inaugurou no Xyami- Nova vida em Luanda, o primeiro balcão digital em Angola, onde é possível, de forma totalmente digital abrir conta, receber o cartão Multicaixa e ter acesso ao internet banking com inúmeras funcionalidades de pagamento de serviços no smartphone.

You must be logged in to post a comment Login