Connect
To Top

FMI presta assistência financeira ao governo

A FMI permanece desde o último domingo até ao dia 15 de Novembro em Angola, para preparar as consultas do Artigo IV da instituição financeira internacional, de avaliação do desempenho económico.

O Ministério das Finanças revelou ontem em comunicado que a missão realiza ao longo da sua permanência uma actualização das projecções macroeconómicas e mantém contactos com as autoridades económicas e sociedade civil, como passo prévio da consulta anual referente ao ano fiscal de 2017, prevista para Janeiro de 2018.

O documento afirma que, o foco de discussão assenta nas perspectivas e riscos macroeconómicos, sustentabilidade da dívida pública, contas externas, ambiente de negócios, diversificação da economia e crescimento inclusivo, solidez do sistema financeiro, gestão de activos e política fiscal.

A missão prevê encontros com entidades dos sectores públicos e privado, bem como com o corpo diplomático acreditado em Angola, destacando-se assim as reuniões com os ministérios da equipa económica e economia real, Banco Nacional de Angola, Unidade de Informação Financeira, bancos comerciais, Sonangol, Recredit, Fundo Soberano, empresas petrolíferas, Comissão de Economia e Finanças da Assembleia Nacional e  Procuradoria Geral de República.

As conversações sobre missão iniciaram ontem, em Luanda e é liderada pelo chefe do Departamento Angola do FMI, Ricardo Velloso

You must be logged in to post a comment Login