Connect
To Top

Airbus termina 2017 com mais encomendas que a Boeing

Construtor europeu recebeu 1109 encomendas em 2017

O construtor de aviões europeu Airbus é o campeão das encomendas de aparelhos com 1.109 recebidas em 2017, contra 912 para o rival norte-americano Boeing, anunciou esta segunda-feira a companhia. Em contrapartida, o gigante, baseado em Toulouse, no sul de França, ficou atrás da Boeing em termos de entregas, apesar do número recorde de 718 de aviões entregues no ano passado.

O construtor norte-americano Boeing, com sede em Seattle, na costa oeste dos Estados Unidos, entregou 763. Para 2017, a Airbus tinha estabelecido como objectivo entregar mais de 700 aparelhos, contra os 688 em 2016. No ano passado, o construtor europeu teve uma quota de mercado de 55% em número de aviões comercializados e de 51% no valor, já que estes 1.109 aviões vendidos representam 138 mil milhões de dólares (113 mil milhões de euros), destacou o responsável comercial, John Leahy, em conferência de imprensa. “Estabelecemos um novo recorde em entregas, um êxito que se junta a um quinto recorde de encomendas”, congratulou-se Fabrice Bregier, director-geral delegado da Airbus e presidente da Airbus Commercial Aircraft.

Ao todo, a Airbus entregou 558 aparelhos de médio curso da família A320, incluindo 181 A320neo, a última versão do campeão de vendas do grupo, o que representa um aumento de 166% em relação a 2016, sublinhou. No segmento de aeronaves de longo curso, a construtora entregou 67 A330, 78 A350XWB, o mais recente deste segmento, e 15 A380, a nave almirante do grupo.

A Airbus registou mais de 1.109 novas encomendas de 44 clientes. No final do ano passado, o caderno de encomendas era de 7.265 aparelhos no valor de 1.059 milhões de dólares. Para 2018, a Airbus visa entregar 800 aviões contra 718 em 2017, devido ao aumento do ritmo de produção do A320neo, acrescentou Breguier. “Vamos duplicar o número de A320neo” a entregar em 2018, anunciou Bregier. “Se fizermos isso, ficaremos próximos de 800 entregas em 2018”, acrescentou. De acordo com o responsável, dois terços das entregas devem ser compostas por A320neo contra um terço em 2017.

You must be logged in to post a comment Login